quinta-feira, 5 de julho de 2012

Saiba mais: Gripe H1N1



O que é INFLUENZA A (H1N1)?

É uma doença respiratória aguda (gripe), causada pelo vírus A (H1N1). Este novo subtipo do vírus da influenza é transmitido de pessoa a pessoa principalmente por meio da tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas.
Quais são os sintomas?
Os sintomas são muito similares aos de uma gripe comum ou mesmo aos da dengue. O paciente tem febre acima de 39ºC, falta de apetite, dores musculares e tosse. Algumas pessoas relataram ter apresentado catarro, dor de garganta, náusea, vômito e diarreia forte.
O período de incubação da gripe --o tempo até que a pessoa desenvolva os sintomas-- é de entre 24 e 48 horas, embora não haja confirmação de um padrão para o atual surto.

Como a gripe é transmitida?
Em casos registrados nos últimos anos, a doença foi contraída por pessoas que tiveram contatos com criações de porcos, mas não há registro de que o mesmo tenha acontecido no atual surto. Ela está sendo da mesma forma que a gripe comum: por via aérea, de pessoa para pessoa, por meio de espirros e tosse. Os especialistas apontam que, normalmente, as partículas com vírus viajam por até um metro de distância.
As pessoas podem transmitir o vírus antes mesmo de sentir os sintomas e depois de já terem melhorado. Os vírus da gripe H1N1 podem ser encontrados não apenas nas secreções nasais, mas nas fezes.
Os vírus da gripe também sobrevivem por dias ou até mesmo semanas em superfícies secas. Evidências apontam que as pessoas podem se contaminar ao encostar em superfícies contaminadas --como teclados e maçanetas-- e depois tocar nariz, olhos ou boca.

Como se prevenir?
A melhor maneira de se prevenir é evitar as formas mais comuns de contágio --contato com pessoas infectadas ou que apresentem os sintomas e contato com objetos de manuseio por muitas pessoas como maçanetas, teclados e telefones.
O governo mexicano, país onde o surto começou, aconselha que as pessoas evitem apertos de mão e beijos, além do uso de máscaras que cobrem o nariz e a boca ao sair nas ruas.
A União Europeia e Cuba recomendaram ainda que os turistas evitem viajar para os países e áreas infectadas pela gripe suína.
http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u556762.shtml